Redes Industriais

Instrutor: Paulo Roberto Teixeira.

Turma Setembro – de 13/09/21 a 08/10/21 

Período: segundas, quartas e sextas-feiras.
Duração: 24 horas/ 12 encontros.
Horário: das 10h00 às 12h00.

 
Investimento: 
Profissional + Membresia ISA Profissional - R$800,00
Profissional Não Associado - R$695,00
Profissional Membro ISA - R$495,00
 
Recursos Necessários:
Computador ou Notebook
Microfone e alto-falante
Sistema operacional: Windows 7 / 10 (32/64 Bit)
Configurações recomendadas: Processador 2.0GHz, 8GB RAM, 5GB livre de HD/SSD
 
Pré-requisitos:
Conhecimentos básicos de informática
 
CONTEÚDO PROGRAMÁTICO
 
REDES INDUSTRIAIS PARA AUTOMAÇÃO DE MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS

 

CAPÍTULO 01 – INTRODUÇÃO A REDES INDUSTRIAIS 
1 – Considerações Iniciais dos Protocolos Digitais de Comunicação 
2 – Definições Básicas dos Protocolos e suas Aplicações

 

CAPÍTULO 02 – REDE MODBUS 
1 – Introdução ao Modbus 
2 - Código elétrico 
3 - Topologias de Redes de Comunicação 
4 - Tipos de Redes Modbus 
4.1 – Modbus TCP/IP 
4.2 – Modbus PLUS 
4.3 – Modbus RTU 
4.4 – Modbus ASCII 
5- Endereçamento Modbus 
6- Ferramentas de Diagnósticos 
6.1 – Diagnósticos através de softwares 
6.2 – Diagnósticos através de osciloscópio 
7- Exemplos de Aplicações 
7.1 – Entre hardwares de fabricantes diferentes 
7.2 – Entre CLP e Sistemas Supervisórios

 

CAPÍTULO 03 – REDE ASI 
1 – Características 
2 – Código elétrico 
2.1 – Ferramentas de diagnósticos 
3 – Topologias 
4 – Componentes da rede ASi 
5 – Cabos utilizados pela rede ASi 
6 – Conectores utilizados pela rede ASi 
7 – Endereçamento dos componentes da rede ASi 
8 – Exemplos de aplicações

 

CAPÍTULO 04 – REDE DEVICENET 
1 – Características 
2 – Código elétrico 
2.1 – Ferramentas de diagnósticos 
3 – Topologias 
4 – Componentes da rede DeviceNET 
5 – Cabos utilizados pela rede DeviceNET 
6 – Conectores utilizados pela rede DeviceNET 
7 – Endereçamento dos componentes da rede DeviceNET 
8 – Exemplos de aplicações

 

CAPÍTULO 05 – REDE PROFIBUS DP 
1 – Características 
2 – Código elétrico 
2.1 – Ferramentas de diagnósticos 
3 – Aterramento 
4 – Topologias 
5 – Componentes da rede Profibus DP 
6 – Cabo utilizado pela rede Profibus DP 
6.1 – Taxas de comunicação 
7 – Conectores utilizados pela rede Profibus DP 
8 – Perfil de comunciação 
8.1 – Endereçamento dos componentes da rede Profibus DP 
9 – Arquivos de comunicação (GSD) 
10 – Versões do Profibus DP 
11 – Exemplos de aplicações

 

CAPÍTULO 06 – REDE PROFINET 
1 – Características 
2 – Código elétrico 
2.1 – Ferramentas de diagnósticos 
3 – Topologias 
4 – Componentes da rede Profinet 
5 – Cabo utilizado pela rede Profinet 
6 – Conectores utilizados pela rede Profinet 
7 – Exemplos de aplicações

 

CAPÍTULO 07 – REDE ETHERNET IP 
1 – Características 
2 – Código elétrico 
2.1 – Ferramentas de diagnósticos 
3 – Topologias 
4 – Componentes da rede Ethernet IP 
5 – Cabo utilizado pela rede Ethernet IP 
6 – Conectores utilizados pela rede Ethernet IP 
7 – Exemplos de aplicações

 

REDES INDUSTRIAIS PARA CONTROLE DE PROCESSOS

 

CAPÍTULO 08 – PROTOCOLO HART
1 – Introdução ao Protocolo Hart
2 – Padrão elétrico
3 – Topologia
4 – Programadores Portáteis
5 – Tipo de Cabo Utilizado
6 – Comandos do Hart
7 – Device Description (DD)

 

CAPÍTULO 09 – REDE PROFIBUS PA 
1 – Características 
2 – Código elétrico 
2.1 – Ferramentas de diagnósticos 
3 – Aterramento 
4 – Topologias 
5 – Componentes da rede Profibus PA 
5.1 – Endereçamento dos componentes da rede Profibus PA 
6 – Arquivos de comunicação (GSD) 
7 – Arquivos de configuração (EDD ou DTM) 
8 – Cabos utilizados pela rede Profibus PA 
9 – Conectores utilizados pela rede Profibus PA 
10 – Blocos Funcionais 
10.1 – Bloco Resource 
10.2 – Bloco Transducer 
10.3 – Bloco de Entrada Analógica (AI) 
10.4 – Bloco Totalizador 
10.5 – Bloco de Saída Analógica (AO) 
10.6 – Bloco Display 
11– Exemplos de aplicações

 

CAPÍTULO 10 – REDE FOUNDATION FIELDBUS 
1 – Características 
2 – Código elétrico 
2.1 – Ferramentas de diagnósticos 
3 – Aterramento 
4 – Topologias 
5 – Componentes da rede Foundation Fieldbus 
5.1 – Endereçamento dos componentes da rede Foundation Fieldbus 
6 – Cabo utilizado pela rede Foundation Fieldbus 
7 – Conectores utilizados pela rede Foundation Fieldbus 
8 – Macro Ciclo 
9 – Arquivos de comunicação (DD, DTM, EDDL) 
10 – Ferramentas de configuração 
10.1 – Softwares de configuração 
10.2 – Programadores portáteis 
11 – Blocos Funcionais
11.1 – Bloco Resource 
11.2 – Bloco Transducer 
11.3 – Bloco de Entrada Analógica (AI) 
11.4 – Bloco PID 
11.5 – Bloco de Saída Analógica (AO) 
11.6 – Bloco Display 
12 – Exemplos de aplicações

Instrutor: Paulo Roberto Teixeira

 

Técnico em Instrumentação formado pela Escola SENAI Santos; Técnico em Eletrônica formado pela Escola Piratininga na cidade de Santos; Tecnólogo em Processamento de Dados formado pela UNESP - FATEC / BS na cidade de Santos. Diversos treinamentos na área de automação. Trabalhou na Goiasfértil em Catalão - GO; COSIPA em Cubatão - SP; SENAI Santos no Curso Técnico de Instrumentação; SENAI Curitiba na Unidade Móvel em parceria SENAI - SMAR. Também é professor nos cursos de especialização do CEFET – Curitiba, CEFET - Ponta Grossa, CEFET – Cornélio Procópio e da ISA Distrito 4 Seções: Curitiba, S.Paulo e Uberaba. Atualmente é Diretor da T4M empresa de Consultoria e Treinamentos na área de Instrumentação e Controle de Processos, onde presta serviços para as seguintes empresas: Petrobrás Six e Repar, Yokogawa, Smar, Alunorte, Fluke, ABB, Chemtech, P+F, Vale do Rio Doce, Tractebel e SENAI - Santos entre outras.