Seção Curitiba

Área do Usuário

Esqueci minha senha!

Cadastre-se já!

Tecnologias de Redes de Comunicação para Automação Industrial

TECNOLOGIAS DE REDES DE COMUNICAÇÃO PARA AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL
TREINAMENTO REMOTO TEÓRICO 

Instrutor: Max Mauro Dias Santos.
Data: de 08.07.20 à 31.07.20 , quartas e sextas-feiras.
Período: das 19h00 às 21h45.
 
Investimento:
Profissionais Membros ISA: R$ 495,00
Profissionais Não Associados: R$ 550,00
Estudantes Membros ISA: R$ 445,00
Estudantes Não Associados: R$ 495,00
 
Recursos necessários:
Computador ou Notebook
Microfone e alto-falante
Sistema operacional: Windows 7 / 10 (32/64 Bit)
Configurações recomendadas: Processador 2.0GHz, 8GB RAM, 5GB livre de HD/SSD
 
Pré-requisitos:
Conhecimentos básicos de informática
Conhecimentos básicos de automação industrial e indústria de processos e/ou manufatura

Descrição: A automação industrial consiste em arquiteturas de computação distribuídas com redes de comunicação que permite as aplicações trocarem informações entre si através de protocolos específicos e interoperáveis. É comumente conhecida como redes industriais em que possuem uma ampla variedade de tecnologias com protocolos e padrões bem definidos. Pretende-se assim apresentar os fundamentos e modelos de comunicação de dados das principais tecnologias de redes industriais aplicadas em sistemas de automação industrial. O participante será capas de especificar, projetar, testar redes indústrias adequadamente a partir dos principais conceitos apresentados neste curso. 

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

INTRODUÇÃO A REDES INDUSTRIAIS
 
- Introdução a Redes de Computadores
- Modelo de Referência OSI/ISO
- Padrões de Redes Internacionais IEC e CENELEC
- Redes Industriais 1: DeviceNet, CANOpen, SDS e Ethernet Industrial
- Redes Industriais 2: Profibus (PA, DP e FMS), Profinet e AS-Interface
- Redes Industriais 3: Hart, Fieldbus Foundation (H1) e HSE
 
ETHERNET INDUSTRIAL
 
- Estrutura em Camadas da Tecnologia Ethernet
- Características e Propriedades Ethernet Industrial
- Interface com Aplicação
- Ethernet no Modo Half Duplex e Full Duplex
- Disponibilidade de Rede
- Gerenciamento de Tráfego
- Simulador de Rede Ethernet
 
TECNOLOGIAS DE ETHERNET INDUSTRIAL
 
- Análise de Desempenho de Redes Ethernet
- Equipamentos de Redes Ethernet e Ethernet Industrial
- Ethernet Industrial 1: Ethernet/IP, HSE, SERCOS III e Modbus TCP
- Ethernet Industrial 2: EtherCAT, EPA, EPL, P-Net on IP
- Ethernet Industrial 3: Vnet/IP, SynqNet, IEEE 61850 e TCnet
 
PROTOCOLO TCP/IP
 
- Histórico e Arquitetura TCP/IP – IPv4 e IPv6
- Protocolos IP, ICMP e outros
- Protocolos TCP, UDP e RTCP
 
Instrutor: Max Mauro Dias Santos
 
Graduado em Engenharia Industrial Elétrica pelo Instituto Católico de Minas Gerais (1993); Mestrado em Engenharia Elétrica pela Universidade Federal de Santa Catarina (1996); Doutorado em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Santa Catarina (2004) e Pós-Doutorado em Engenharia Elétrica pela Universidade de Aveiro - Portugal (2005/2006). Possui mais de 20 anos de experiência na indústria e academia. Atualmente é Professor do Departamento de Eletrônica (DAELE) da Universidade Tecnológica Federal do Paraná – Ponta Grossa (UTFPR-PG) onde atua como Professor dos cursos de Graduação em Engenharia Elétrica, Mestrado em Engenharia Elétrica e Mestrado em Ciência da Computação. É membro sênior do IEEE, do comitê de educação em engenharia da SAE e de Veículos Autônomos. Foi coordenador de projetos de P&D com as seguintes instituições: FCA (Fiat Chrysler Automobiles) (OEM), OpenCadd (Tier-1), Chiptronic (Tier-1), CNPq (Edital Universal - Faixa C), Renault & Fundação Araucária, FAPEMIG. Trabalhou nas empresas IBM, Volvo e General Motors.  Foi pesquisador convidado do IRCCyN, Ecole Centrale de Nantes, Universidade do Porto e Universidade de Aveiro. Atua e atuou como consultor e instrutor das seguintes empresas: Senai/CIMATEC, ITAIPU Binacional, C.E.S.A.R, Marcopolo, RCS, USIMINAS, ACESITA, FORD, AEA, SAE Brasil, AUTOTRAC, Ciclo Engenharia, GRABER, Chiptronic, Veltec entre outras. É autor ou coautor de 8 livros, mais 130 artigos, relatórios técnicos em veículos de comunicação técnico científicos nacionais e internacionais indexados, com mais de 126 citações e h-index = 13 (Web of Science) e 289 citações e h-index = 10 (Google Scholar).